5 Coisas que você precisa saber sobre Holding Familiar
5 motivos para você ter uma holding familiar

5 Coisas que você precisa saber sobre Holding Familiar

Desavenças familiares e problemas pessoais, financeiros e judiciais podem prejudicar o seu patrimônio. A U2SA Holding Familiar quer te mostrar que é necessário buscar soluções que proteja os seus bens, como a criação de uma holding familiar também conhecida como holding patrimonial, que oferece uma série de vantagens.
Entre elas, facilitar a transmissão de bens para os descendentes, herdeiros e outros, quando ocorrer o falecimento de quem os possui. Embora as pessoas não gostem de pensar nisso, não tem como negar que cuidar do assunto com antecipação é muito melhor.
Com a holding familiar, é possível integrar todo o capital da pessoa física, bem como transferir, ainda em vida, as quotas da sociedade para os seus herdeiros. Mesmo assim, ela continua detento os bens, até que uma fatalidade aconteça.
Gostou dessa maneira de proteger o seu patrimônio? Então, continue com a leitura deste artigo e, nos tópicos a seguir, veja quais são as 5 coisas que você precisa saber sobre holding familiar.
• 1 – Ajuda a reduzir conflitos familiares
• 2 – Protege o seu patrimônio de terceiros
• 3 – Permite atividade empresarial concentrada
• 4 – Cuida do patrimônio em relacionamentos
• 5 – Promove planejamento sucessório

1 – Ajuda a reduzir conflitos familiares


Não é raro encontrar famílias onde há desavenças por conta de motivos financeiros e nós acreditamos que processos devem ser evitados, acreditamos no Direito como ferramenta para reduzir conflitos sem ter que ser por processos. Nesse sentido, a U2SA Holding Familiar indica a criação da holding possibilita que os problemas entre os seus membros fiquem isolados das questões patrimoniais.
Essa medida ameniza conflitos familiares decorrentes do patrimônio. Afinal, não são as pessoas físicas que definem as regras da futura sucessão dos bens, mas sim, a própria holding, através do voto dos seus controladores e do que diz o seu contrato social.
Assim, as relações se tornam submetidas às regras de direito societário e não mais do direito de família.

2 – Protege o seu patrimônio de terceiros

Com uma holding, o seu patrimônio também fica protegido de terceiros, pois os bens se tornam propriedade dela, protegendo-os de eventuais credores ou processos judiciais.
Além disso, o possuidor do patrimônio pode doar para os herdeiros as quotas da empresa, com a cláusula de seu usufruto vitalício e de incomunicabilidade, inalienabilidade e reversão. Incomunicabilidade significa que as quotas não devem integrar o patrimônio do cônjuge ou companheiro.
Já inalienabilidade quer dizer que os herdeiros não podem convidar pessoas que a família não conhece para integrar a sociedade. Enquanto isso, a reversão se refere ao fato que, caso um dos herdeiros faleça, suas quotas voltam a quem possui o patrimônio.

3 – Permite atividade empresarial concentrada

Mais uma das coisas que você precisa saber sobre holding patrimonial é que ela conta com um grande poder de negociação com instituições financeiras e órgãos governamentais. Isso porque ela representa as demais empresas que controla.
Essa centralização garante ainda maior facilidade de administração, tornado a criação da holding uma opção vantajosa também para a adequada gestão da empresa e dos seus bens.

4 – Cuida do patrimônio em relacionamentos

Não tem como negar que relacionamentos amorosos podem colocar em risco o patrimônio pessoal e familiar, já que nem toda a separação é amigável. Desse modo, a holding pode resolver questões relacionadas a casamentos, inclusive, regime de bens e divórcios.
Entre elas, fazer uso da já citada incomunicabilidade, em que as quotas da sociedade não fazem parte do patrimônio do cônjuge ou companheiro.

5 – Promove planejamento sucessório

Por fim, mas não menos importante, a holding tem importante papel no planejamento sucessório. Ou seja, como se dará a transmissão dos bens da pessoa falecida para os herdeiros, beneficiários ou testamentários.
Afinal, sabe-se que as despesas com esse procedimento são altos, podendo incluir pagamento de impostos como o ITBI e o ITCMD e custas de escritura, registro do imóvel, judiciais e outros. Mas com a holding, as despesas se tornam bem menores.
Isso ocorre, em especial, porque vai para inventário as cotas da empresa e não os bens, tornando a execução dese documento muito menos oneroso.

Tem dúvidas? Agende uma reunião online sobre Holding Familiar.

Quer saber quanto custa uma holding familiar? Acesse aqui.