Empresário, proteja seu patrimônio pessoal
Patrimônio Familiar

Empresário, proteja seu patrimônio pessoal

Quem possui uma empresa, independentemente do seu porte, deve se preocupar em manter em dia as suas finanças, a fim de evitar problemas financeiros, não é mesmo? No entanto, o empresário também deve estar atento ao seu patrimônio pessoal, gerindo-o de maneira apropriada.
Apenas dessa forma é possível manter o seu patrimônio e o da sua família bem assegurados, evitando que se desvalorize e até promovendo o seu crescimento. Essa medida possibilita a saúde financeira dos entes queridos, além de ser um modo de oferecer às próximas gerações o mesmo padrão de vida.
Portanto, empresário, saiba como não perder seu patrimônio pessoal. Interessado no assunto e querendo descobrir mais? Então, continue com a leitura deste artigo da U2SA – Holding e, nos tópicos a seguir, confira as principais informações a respeito do tema.

• Holding e patrimônio pessoal
• Vantagens da holding para o patrimônio

Holding e patrimônio pessoal

Uma forma de manter, controlar e até mesmo fazer crescer o patrimônio pessoal de empresários é por meio da criação de uma holding. Essa termo se refere a um tipo de organização onde os seus diretores realizam a gestão de outras empresas, chamadas de subsidiárias.
Essa gestão pode acontecer através da participação majoritária nas ações das empresas que são controladas. No caso de um empresário que deseja manter o seu patrimônio pessoal, é possível criar uma holding para gerir a sua empresa já existente e outra para reunir o seu patrimônio pessoal e familiar, seja qual for o tipo de holding que você precisa, a U2SA – Holding poderá te ajudar.
Assim, recebe o nome de holding patrimonial, sendo que ela vai abrigar os bens e direitos do empresário como pessoa física. E, por ser uma personalidade jurídica diferente, as holdings conseguem proteger os bens do empresário se algum problema atingi-lo como pessoa física.
Exemplo são indenizações, dívidas e falência. Além disso, a holding consegue promover o aumento do patrimônio, uma vez que ela pode ter ações de outras empresas com a finalidade de investimento. É importante saber ainda que a holding é classificada de duas maneiras principais.
Uma delas é como holding pura, quando o seu objetivo é o de promover a participação no capital de outras sociedades. Ou seja, ela funciona como uma controladora, sendo que as suas receitas têm origem de lucros e dividendos das participações societárias.
Outro tipo é a mista, que é a mais comum de ser criada no país, ideal para quando a intenção é de proteger o patrimônio pessoal. Desse modo, além de participar de outras empresas, exerce uma ou mais atividades empresariais, podendo ser comércio ou serviços, mas não industriais.
Vantagens da holding para o patrimônio
Assegurar o patrimônio pessoal de empresários é uma das principais vantagens de criar uma holding, no entanto, existem muitas outras razões para investir nesse tipo de estratégia. Entre eles, gerir de forma adequada os bens que integram o seu patrimônio, pois a eles se dá uma administração profissional.
Também há benefícios fiscais, inclusive, redução de gastos com tributos e impostos, principalmente, no direito de sucessão. Ou seja, no momento em que os bens do empresário forem transferidos para os seus herdeiros e demais beneficiados.
Os incentivos fiscais se expandem para pessoas físicas e jurídicas na hora de pagar menos imposto de renda sobre o recebimento de aluguéis.
Para o empresário, a holding pode contribuir ainda com a gestão do seu negócio, no sentido de evitar problemas de sucessão administrativa. Para tanto, pode treinar sucessores, bem como colaboradores para que cheguem a cargos de direção.
E mais, se o empresário possui mais de uma empresa, a holding pode ser uma aliada na obtenção de financiamentos e empréstimos. Isso porque, ao controlar mais de uma empresa e representá-las, conta com maior poder de negociação e representatividade.

Quer conversar mais sobre o tema? Agende uma reunião online gratuita.