UM PATRIMÔNIO DE 2.500.000,00 E UMA HISTÓRIA DE VIDA A SER PRESERVADA
Patrimônio e uma história de vida

UM PATRIMÔNIO DE 2.500.000,00 E UMA HISTÓRIA DE VIDA A SER PRESERVADA

Um caso de um casal, uma dentista e um engenheiro de sucesso!

Muitos profissionais da saúde, não somente dentistas, mas como médicos, fisioterapeutas, psicólogos, nutricionistas, educadores físicos, entre outros conseguem construir uma carreira de sucesso em função de seu trabalho. Conquistaram patrimônios, mas trabalharam arduamente e não planejaram que o dinheiro poderia trabalhar para eles. Enfim, trabalharam para acumular riquezas e dinheiro. Já os profissionais da construção civil, engenheiros, arquitetos, geólogos, topógrafos, corretores de imóveis, entre outros, muitos deles já entendem do que eu vou relatar e aplicam. Não é uma formula mágica de administrar seus patrimônios, na verdade trata-se de uma decisão de como administrar seus patrimônios e obter melhores resultados.

Aprendi muito com leituras, mas neste blog você tem alguns caminhos de economizar tempo e maximizar seus resultados. Mas, como o que vou falar não é mentira, nem uma história para vender um serviço que não apresenta soluções práticas e resultados, posso recomendar a leitura do Livro Pai Rico, Pai Pobre de Robert Kiyosaki – Um clássico né? Ele conta essa história.

Vou dar um atalho! Olha que legal. Você pode escutar o audiobook gratuitamente e entender um pouco das sociedades anônimas. Não sou eu que estou falando, é um dos maiores “Best sellers” em gestão de patrimônio, e as vantagens de constituir uma Sociedade Anônima.Pois afinal, não precisamos ser milionários para ter uma mente milionária. Empreender em sociedades anônimas não é muito complexo, não precisa ser “rico”, basta você ter patrimônio e querer ter benefícios fiscais, blindagem patrimonial, redução de impostos entre outras vantagens.

Fique mais um pouco nesta leitura!

Vou apresentar um caso verídico e bem sucedido de como um casal, um profissional da saúde e um engenheiro planejaram a transição de seus bens para os seus filhos.

Uma dentista e um engenheiro, ao longo de uma vida de trabalho, conseguiram acumular um respeitoso patrimônio que lhe garantiram uma excelente qualidade de vida. Conquistaram uma casa, um apartamento e um sítio. Bom, não sou bom avaliador, conseguiram acumular um patrimônio em torno de R$ 2.500.000,00. Eles possuem dois filhos, que herdarão seus bens, e querem que esse processo se dê da maneira mais harmoniosa. O casal entende que os filhos herdarão não somente um patrimônio, mas uma história de vida e momentos vivenciados nesses lugares.

Como pensam em pagar menos impostos, terem menos custos com inventário, preservar que o patrimônio fique com seus filhos, não que eles não gostem das noras ou genros, mas que seus filhos sejam seus reais herdeiros e almejam que a memória da família harmoniosa seja preservada e não ocorram disputas entre os filhos e outras partes interessadas, em vida, decidiram planejar a melhor forma de fazer esse processo.

Pensaram muito, mas faltava conhecimento jurídico. Procuraram inúmeros advogados e imobiliárias com “soluções” mirabolantes e muito onerosas. Nessas consultas, eles concluíram que precisariam de uma ajuda jurídica e contábil integradas e que tivessem experiência e que realmente garantissem seus interesses:

  1. Dividir em vida o patrimônio;
  2. Evitar disputa entre os filhos pelo patrimônio e manter a memória da família;
  3. Reduzir impostos para transferência desses bens, como ITCD e ITBI
  4. Pagar menos o imposto de renda com a destinação que seria dada aos seus bens, por exemplo aluguéis;
  5. Fazer transações financeiras orientadas por uma equipe especializada que lhe garantisse a maximização dos lucros através de reduções de taxas e impostos para o governo, que cá pra nós, não garante que serviços públicos essenciais para a sociedade sejam executados com eficiência. Concorda?

A partilha dos bens após a morte é muito cara, possuem gastos de honorários advocatícios e impostos, pode não haver transparência por alguma das partes interessadas e muitas vezes conflituosa. Não é isso que o casal interessa. Os custos de inventário, impostos, entre outros, giram em torno de 30% do patrimônio acumulado, nesse caso citado em torno de R$ 750000,00 reais e fora que o tempo do processo de inventário e, se houver disputas judiciais, o patrimônio poderá se depreciar e essa conta pode ultrapassar a casa milionária, digo pelo menos R$ 1.000.000,00.

O casal, através de indicações de  outros clientes atendidos conheceu a U2SA – Holding Familiar.  Eles foram bastante atenciosos, agendaram uma palestra gratuitamente e principalmente, mostraram resultados de maneira clara e prática.

E olha como a   U2SA – Holding Familiar é transparente. No site você pode fazer a simulação dos custos! E acreditem, para essa situação apresentada, o orçamento apresentado ficou estimado em aproximadamente R$ 30.000,00 reais, com condições especiais de parcelamento e assessoria jurídica e contábil de como gerir o seu patrimônio.  Muito mais interessante né?

Todos os interesses atendidos e benefícios citados com custo inferior à 1,5% do patrimônio!

Chegamos a mesma conclusão de qual é a melhor opção?

Esperar a morte chegar como se fosse um fato natural da vida e arcar com esses custos. Ou planejar em vida que sua história, família são seus patrimônios e importantes e devem ser preservados.

Essa não é uma empresa virtual, tem sede física U2SA – Holding Patrimonial – (31) 2565-8614 – Rua Lagoa Dourada, 433, Prado Belo Horizonte/MG e pessoas reais que estão a disposição para atendê-lo. Os responsáveis são Dr. Fabiano Zica,
Advogado OAB 98.308 MG e Diego Vasconcelos
Contador CRC MG 111.512/O.  Além da equipe de atendimento especializado.

Coisas boas eu indico para os amigos! Espero que tenha estabelecido essa relação de confiança! Semanalmente estreitaremos nossos laços de confiança!

Em outros posts explicarei de maneira clara o que é uma  Holding Patrimonial ou uma Holding Familiar. Mas você já pode saber tecnicamente! Se tiver dúvida, pergunte! contato@u2sa.com.br