Vantagens das famílias administrarem seu patrimônio como se fossem negócios
Família empresa holding

Vantagens das famílias administrarem seu patrimônio como se fossem negócios

           Em geral, empresas são bem administradas, ou ao menos, é isso o que os seus administradores acham que fazem ou almejam fazer. O mesmo deve ocorrer com o patrimônio pessoal e familiar. No entanto, nem sempre é isso o que acontece, para não dizer raramente e é exatamente por este motivo que nós da U2SA Holding trabalhamos intensamente, para conseguir ajudar ao máximo possível de famílias a gerenciar seu patrimônio.

            Mesmo assim, esse cuidado é necessário. Afinal, de modo similar ao que pode ocorrer aos negócios, quando esses são mau geridos, as finanças familiares também sofrem perdas com a sua má gestão.

            Desse modo, é comum que o patrimônio vá, aos poucos, embora, sem nem ao menor isso ser percebido pelos seus detentores. Dito isso, é essencial que as pessoas mudem a sua mentalidade e encarem os seus bens como se fossem empresas.

            E mais, gerenciar a riqueza familiar deve ser um processo permanente, a fim de que se aperfeiçoe, podendo até gerar lucro. Com essa medida, não só garante-se uma vida mais tranquila financeiramente, como, inclusive, a saúde financeira das próximas gerações.

            Interessado no assunto e querendo saber mais? Então, continue lendo este artigo e confira, nos tópicos a seguir, as vantagens das famílias administrarem seu patrimônio como se fossem negócios.

  • Prevenção de perdas financeiras
  • Planejamento estratégico do dinheiro
  • Gestão profissional das finanças
  • Como administrar o patrimônio familiar

Prevenção de perdas financeiras

            Quando se fala em administrar o patrimônio familiar como se fosse um negócio, a relação é bastante direta. Ou seja, imagine que o dinheiro da sua família, presente em bens e em rendimentos mensais, pertença a uma empresa: é preciso que haja os mesmos cuidados.

            Assim, consegue-se garantir uma das principais vantagens, que é a de evitar perdas. Afinal, se fosse uma empresa, você não gostaria de ter prejuízos, não é mesmo? O patrimônio deve ser pensado da mesma forma, assegurando no presente e no futuro o seu melhor proveito.

            Para tanto, entre outras ações, deve-se investir o dinheiro, pois ele não gera lucro se permanece em uma conta pessoal no banco.

Planejamento estratégico do dinheiro

            Outra vantagem das famílias administrarem seu patrimônio como se fossem negócios é a existência de um planejamento estratégico, outra maneira de evitar perdas e fazer com que haja lucro. Isso exige a definição de objetivos, organização do orçamento e acompanhamento da situação.

            É recomendado até mesmo reuniões entre os membros da família com o intuito de fazer esse acompanhamento e para a tomada de decisões, como se todos fossem sócios, com quotas da empresa. E claro, contar com a consultoria de profissionais qualificados.

Gestão profissional das finanças

            A gestão profissional é mais uma vantagem, mas também uma consequência de quando a família enxerga o seu patrimônio como um negócio que pertence a todos. Assim, consegue-se avaliar as melhores formas de investimento, bem como organizar com antecedência o processo sucessório, tendo uma contabilidade eficiente para gerenciar seus bens.

            Isto é, como a herança será dividida após o falecimento do pai ou da mãe ou mesmo de outros membros da família que possuem os bens em seu nome. Essa medida tem o potencial de evitar muita dor de cabeça devido a disputas familiares não resolvidas.

Como administrar o patrimônio familiar

            A holding familiar é um tipo de empresa criada para gerir os bens da família, assim como se eles fossem outras empresas. Além de administrar o patrimônio para que não haja perdas e até se torne lucrativo, pode gerar economia, com escolhas tributárias assertivas.

            Definir em vida quanto receberá de herança cada membro da família é mais uma vantagem em criar uma holding, pois o detentor do patrimônio faz essa decisão e ainda usufrui dos seus bens. Com isso, o inventário se torna desnecessário, que costuma sair caro e ser bastante dispendioso.

Quer saber como podemos te ajudar? Agende uma reunião sem custos.